Categories
Vale Assassina

A VALE DIZ NAS SUAS PRÓPRIAS REGRAS DE OURO QUE A VIDA EM PRIMEIRO LUGAR MENTIRA!

DENUNCA

Hoje, 31 de julho de 2020, às 4 horas da manhã, a comunidade de Antônio Pereira, Distrito de Ouro Preto, começou a fazer uma manifestação pacífica, utilizando faixas com frases de protesto contra a mineradora Vale e fechando a rodovia MG 129. O batalhão de CHOQUE Impediu a manifestação, ameaçou soltar bombas se não desbloqueassem a rodovia e ameaçou vários manifestantes, dizendo que usariam a força se a comunidade não recuassem e abrissem a MG. A população do Distrito de Antônio Pereira não aguenta mais o desrespeito da Mineradora VALE, as violações, falta de compromisso e responsabilidade em assegurar a Vida das famílias moradoras próximas da Barragem do Doutor da Mina de Timbopeda que corre risco de rompimento, por ser construída com método a montante e estar em nível 2 de risco de rompimento. A população sequer conhece o som das Sirenes, já foi solicitado o simulado e a Vale não responde. Caso a BARRAGEM venha a romper muitas vidas serão PERDIDAS . A VALE DIZ NAS SUAS PRÓPRIAS REGRAS DE OURO QUE A VIDA EM PRIMEIRO LUGAR MENTIRA! A Realidade é um descaso com as vidas dessas famílias que não teriam condições de se salvar e não teriam tempo de correr da lama se a Barragem romper, morrendo nas suas casas. O que vemos que a regra número um da Vale na verdade é O LUCRO EM PRIMEIRO LUGAR. A comunidade pede socorro, muitas famílias adoecidas, sem dormir, com medo, inseguras, e a Vale não dá informações para a população. A VALE impõe tudo para todos. A Barragem do Doutor em Antônio Pereira está em nível 2, com risco de rompimento onde deve efetuar a retirada das famílias localizadas na ZAS e a Vale só adia, nao cumpre os prazos e determinações da ACP do MPMG, viola os direitos dos Atingidos, se nega a tratativas em parceria com a comunidade, desrespeita os MORADORES e NÃO dá efetiva atenção e urgência que o caso merece. Além de não preservar a VIDA dos moradores na Zona de Auto Salvamento( ZAS) que estão expostos ao risco de rompimento. Se a Barragem romper hoje, muitas mortes ocorrerão. Ontem era o prazo estipulado em maio da Mineradora cumprir e apresentar a nova mancha de inundação e começar as tratativas para retirar as famílias da nova mancha. Ontem ela informa pra DEFESA CIVIL que irá adiar a entrega do Mapa com a nova mancha por uma semana. Sem dar justificativa, Provocando a revolta e indignação da população, exigindo respeito e uma resposta da Vale com os ATINGIDOS. COMUNIDADE QUER TER VOZ! QUER QUE A VALE DÊ RESPOSTAS E SE POSICIONE. #VALE MENTE #VALE MATA